domingo, 21 de maio de 2017

Das vontades que passo, agora a maior é você.

Ei, eu to acordada aqui do outro lado do bairro até a essa hora porque to pensando muito em você. Também to segurando essa vontade que eu to de passar a noite toda falando contigo, eu me pergunto o que é que aconteceu comigo já que quero perder todo o meu tempo com você, estar contigo nunca é demais e eu queria sempre poder me grudar em você.
Você,
Você,
Você.
Há demais de você em minhas veias e têmporas, em meus pensamentos e ser, você está vendo? Queria não ser tão fraca assim mas aos prantos, a teus pés estou a mercê. Queria ser quem você pensaria em ligar caso não tivesse pânico em falar no telefone, queria ser a sua melhor conversa no aplicativo de celular, queria ser quem não esquece o nome, mas principalmente queria dentre todas, ser a sua pessoa predileta.
Às vezes tudo o que eu quero é esse meu peito apertado de desejos e quereres preenchido com teu afeto, queria esse teu sorriso branco e feliz direcionado a mim também, como se quisesse dividir sua felicidade com a sua metade completa.
Você,
Você,
Você.
De novo. Continua havendo muito de você e pouco de mim, mas eu me pergunto: quando é que pararemos de nos tratar esquisito assim?
Eu te imagino agora deitada em teu quarto escuro olhando pro teto se perguntando os porquês, e tudo que eu queria era estar do teu lado. É patético pensar que te prenderia a mim se pudesse, e que de tão louca em vontade, se me coubesse nem pro lado você olharia.
Queria poder parar de pensar em você, mas aparentemente, essa é só mais uma das dezenas de coisas que ultimamente descobri que não posso.

Você,
Você,
Você.
E eu.
Mas nunca nós.

Até quando?

Nenhum comentário:

Postar um comentário